No último domingo (25/02), a Samsung fez o lançamento do Galaxy S9 e S9+ e muitos dos rumores foram confirmados. Destaque para a câmera e o sensor de abertura variável para captar a luz necessária para a foto perfeita.

Confirmando os rumores e informações vazadas, o Galaxy S9 vem com uma tela Super-AMOLED de 5,8 polegadas, 4GB de RAM e armazenamento que podem variar entre 64GB, 128 GB e 256GB. Este modelo vem com uma câmera traseira de 12MP, com abertura variável, e câmera frontal de 8MP.

Galaxy S9

Já o Galaxy S9+ possui uma tela de 6,2 polegadas, 6GB de RAM e as mesmas opções de armazenamento do S9. Esta versão maior vem com dupla câmera traseira de 12MP, o segundo modelo da Samsung a apresentar a novidade, e frontal de 8MP.

No design, podemos dizer que uma das mudanças mais esperadas era a posição do leitor de digitais. Agora, ele está localizado na parte traseira, abaixo da câmera, o que facilitaria o desbloqueio do celular.

A Câmera Reinventada

Se no design e na configuração, a Samsung não fez grandes atualizações no Galaxy S9, mas os recursos da câmera merecem uma pausa para análise. Enquanto o S9 permanece com apenas uma câmera, o S9+ vem equipado com duas câmeras de 13MP na parte traseira.

Além disso, as câmeras apresentam abertura que pode ser controlada manualmente: vai de f/2.4 a f/1.5. Tudo isso para melhorar a qualidade e a nitidez das fotografias, seja em ambientes com muita luz, ou em fotos noturnas.

A câmera do Galaxy S9

No caso do Galaxy S9+, que possui um par de câmeras, temos a grande angular para captar uma área maior da paisagem ou um grupo maior de pessoas, e a teleobjetiva segue o padrão normal.

Para os que gostam de gravar vídeos, agora será possível fazer registros em câmera lenta: o recurso permite fazer vídeos em uma velocidade de 960 frames por segundo.

Outra novidade divertida é o AR Emoji, transforma o rosto do usuário em uma imagem em três dimensões. Com uso da realidade aumentada, as poses feitas pelo boneco virtual podem ser convertidas em divertidos emojis, para enviar por WhatsApp e Facebook Messenger, por exemplo. A ferramenta que vem instalada de fábrica lembra o aplicativo Bitmoji, tão popular no Brasil.