A start-up de compra e venda de celulares usados Trocafone, sediada no Brasil, iniciou suas operações na Rússia e pretende dobrar seu número de funcionários neste ano.

“Nossa ideia inicial era abrir escritórios na América Latina em 2017, mas decidimos atrasar o projeto para 2018 e surgiu a oportunidade de ir à Rússia, que tem um mercado similar ao brasileiro”, diz o CEO, Guille Freire.

O aporte para chegar a Moscou foi de US$ 3 milhões (R$ 9,71 milhões). A maior parte do montante foi levantada junto a investidores.

A companhia, que também está na Argentina desde 2016, deverá abrir escritório na Colômbia ou no Peru ainda em 2018. Para isso, planeja investir R$ 16 milhões.

A empresa recebeu aporte de cerca de R$ 50 milhões de investidores em 2017.

 

Matéria publicada na Coluna Mercado Aberto – Jornal Folha de São Paulo
Data: 20/02/2018