O Instagram foi lançado em 2010 e atualmente à rede social possui mais de 1 bilhão de usuários ativos. Apesar de ser bastante popular diversos usuários apresentam dúvidas sobre a mesma.

Algumas questões são simples como a visualização do feed, a criação da rede por um brasileiro. No entanto, informações como alcance da rede e print dos Stories exige maiores informações.

Para saber um pouco mais a respeito e saber o que é mito ou verdade continue acompanhando o texto abaixo. Confira.

8 mitos e verdades do Instagram

1 – Print do Stories

Existe um mistério se o Instagram avisa quando o usuário tira o print do Stories. Na realidade este processo em parte é verdade, pois durante seis meses a rede fez alguns testes. A função era alertar quando alguém salvar sua imagem no Stories.

Mas a rede acabou desistindo da função e acabou anunciando o fim dos testes, assim nenhum usuário hoje é notificado por print de uma foto ou vídeo.

2 – Ordens da visualização dos Stories  

A ordem da visualização dos Stories não ocorre pelo número de vezes que o usuário vê o seu perfil. Isto é um mito, portanto, a ordem é determinada por um algoritmo, conforme a posição que aparecem.

Além disso, a posição do algoritmo está sob sigilo pelos desenvolvedores, conforme entrevista ao The Verge, feito pelo líder de produtos do Instagram, Julian Gutman.

Todas as interações seja curtidas, comentários, mensagens pode influenciar na ordem de visualização. Neste  caso se o usuário está vendo o Stories ou perfil do algoritmo, pode priorizar a exibição deste conteúdo.

3 – Feed em ordem cronológica

A volta do feed em ordem cronológica é um mito, pois a rede um algoritmo que define o que é relevante para o usuário. Estes itens não levam em consideração as últimas fotos e vídeos postados.

O motivo por não voltar à exibição anterior, conforme Digital Trends é que com o algoritmo o usuário fique mais tempo no aplicativo.

4 – Alcance de 7% nos seguidores

Esta afirmação é outro rumor, já que na época que foi divulgada falava que o Instagram estava limitando os usuários. Com isto considerar que apenas  7% dos seguidores visualizam o conteúdo é um mito.

5 – Instagram foram desenvolvidos por brasileiro

A rede social realmente foi desenvolvida pelo brasileiro Mike Krieger. Um dos criadores do aplicativo, é engenheiro de software nascido em São Paulo e mora desde 2004 nos Estados Unidos.

O brasileiro foi convidado pelo amigo norte-americano Kevin Systrom para desenvolvimento do projeto. A rede foi lançada em 2010 e dois anos depois o Facebook comprou por US$ 1 bilhão. No entanto, no dia 26 de Setembro de 2018 os dois executivos deixaram a companhia.

6 – Hashtags limitada

É mito achar que a hashtags devem ser usadas apenas no posts. Pelo contrário, os termos escritos com símbolo “#” pode ser usado em posts, comentários, stories e descrição do perfil.

7 – Vídeos tem prioridade no feed

É um mito achar que os vídeos apresentam prioridade no feed. Conforme  porta-vozes da rede, o que pode ocorrer é que quem interage com os conteúdos, como curtir ou deixar comentário pode ter mais chance de ver.

A rede também não prioriza a exibição dos Stories, pelos usuários que usam o Instagram Live. Ainda aqueles postam demais não são penalizados. Neste caso, para que o perfil fique atraente, a rede não exibe as fotos e vídeos na sequência para não saturar os seguidores.

8 – Instagram ouve o que você fala

Conforme especialista em segurança cibernética Jim Stickley isto é mito e não passa de conspiração. Conforme o profissional, o Instagram e Facebook tem  capacidade de desenvolver o perfil do usuário pelo o que ele faz.

Neste caso, pelo clique em anúncio, curtida e até pelos apps instalados e atividade é possível definir as preferências.

A solicitação do microfone é feita somente para captar áudios e vídeos inseridos na plataforma.

E aí leitores tiraram todas suas dúvidas a respeito do Instagram? Se existir mais basta deixar um comentário.