Os consumidores estão cada vez mais atentos às políticas ambientais das empresas. Para se engajarem nessa missão de reduzir a exploração excessiva dos recursos naturais, as marcas estão adotando a tecnologia sustentável.  

A ideia desse modelo é que tecnologia e sustentabilidade andem lado a lado, reduzindo a emissão de gases tóxicos, promovendo discussões globais sobre preservação da natureza e persuadindo outros negócios a aderirem ao movimento. 

Confira, a seguir, o que é tecnologia sustentável, quais são os exemplos mais utilizados atualmente e qual a importância de adotar essas práticas. 

O que é tecnologia sustentável

A tecnologia sustentável, também chamada de tecnologia verde, é um conjunto de inovações que buscam priorizar a preservação do meio ambiente e impulsionar decisões mais ecológicas no ramo da tecnologia. 

Com a tecnologia verde, as empresas incentivam as atitudes sustentáveis e implementam políticas internas que visam reduzir o uso de elementos que causam o aquecimento global. 

Isso não quer dizer que a qualidade da tecnologia seja diminuída, é justamente a situação inversa. A tecnologia sustentável agrega os conhecimentos mais modernos a, ainda assim, prioriza a sustentabilidade ambiental

Para que o conceito de tecnologia sustentável fique ainda mais claro, separamos alguns exemplos práticos. Veja no tópico a seguir. 

Exemplos de tecnologias sustentáveis

Os exemplos de produtos sustentáveis podem ser encontrados em vários momentos do nosso dia a dia. Eles vão desde a troca da sacolinha plástica por uma ecobag até a compra de um celular seminovo ao invés de um usado. 

Em termos de tecnologia sustentável, os itens mais usados são:

Coletor solar

O coletor solar é uma placa que, como o próprio nome sugere, coleta energia do sol e aquece a água das torneiras e do chuveiro, gerando uma grande economia de energia elétrica e, consequentemente, de dinheiro. 

O investimento necessário para comprar as placas solares varia de acordo com o tipo de material e com a área que será utilizada. 

A energia solar vai se tornando mais econômica a cada ano, o que compensa toda a aplicação inicial de dinheiro para o uso das placas. 

É uma maneira acessível e muito vantajosa de explorar soluções renováveis para dependermos cada vez menos de energia de combustíveis fósseis. 

Lâmpadas de LED

Se você quer uma casa mais iluminada e amiga do meio ambiente, uma boa ideia é investir em lâmpadas de LED, sejam as mais tradicionais, brancas ou amarelas, ou até mesmo as coloridas. 

As luminárias de LED convertem mais de 80% da energia em luminosidade durante a noite, e garantindo um consumo de energia 25 vezes menor que as lâmpadas convencionais, mantendo a mesma luminosidade. 

Além de reduzirem os gastos com energia elétrica, elas emitem menor quantidade de gás carbônico e são livres de radiação UV e de mercúrio em sua composição. 

Sensores de presença

Na maioria das situações, não é necessário manter o ambiente iluminado quando não há ninguém no cômodo. A iluminação pode ser controlada de diversas maneiras, e uma delas é através dos sensores de presença. Os sensores agem de forma instintiva para que os movimentos sejam detectados. Quando não houver identificação de pessoas no local, eles desligam as luzes automaticamente.

Torneira com fechamento automático

As torneiras com fechamento automático, que são aquelas acionadas apenas quando há aproximação ou movimento, evitam desperdício de água, proporcionando uma economia de até 70%. 

Os modelos de acionamento magnético aumentam a durabilidade das torneiras e ajudam a identificar rapidamente a existência de vazamentos. 

Chuveiro pressurizado

Muito provavelmente você tem ou já viu um chuveiro pressurizado, mas talvez não saiba qual é sua funcionalidade. 

Ao mesmo tempo em que melhora a pressão do jato, o sistema de um chuveiro pressurizado limita a saída de água.  

Esse controle ajuda não somente na parte financeira, diminuindo a conta. A economia de água chega a 70%, se comparado a outros modelos de chuveiro.  

Celular seminovo

Uma pesquisa sobre sustentabilidade realizada pela Forrester Consulting, em parceria com a Johnson Controls afirmou que, em 2022, o desenvolvimento sustentável seria prioridade para 70% das empresas em todo o mundo. 

A Trocafone nasceu dessa necessidade de prezar pelo padrão de consumo sustentável e por uma forma mais consciente de ter acesso às tecnologias. 

Através da compra e venda de celulares seminovos, redirecionamos aparelhos com boas condições de uso e damos destino correto ao lixo eletrônico, sem prejudicar o planeta. 

A reutilização desses recursos permite um acesso mais amplo à tecnologia e ainda evita que novas matérias primas sejam usadas. 

Por que adotar a tecnologia sustentável

Os valores sociais de uma marca podem influenciar diretamente no nível de satisfação dos clientes e no prestígio de seu negócio. 

Apesar de não ser o ponto principal, é importante pensar no reconhecimento da marca como amiga do meio ambiente. 

Quando as empresas adotam tecnologias sustentáveis, elas criam vantagens competitivas e ainda utilizam menos recursos esgotáveis. São pequenas práticas que fazem toda a diferença. 

Ao consumir produtos sustentáveis e comprar de empresas que têm compromisso socioambiental, os usuários de tecnologia contribuem para a preservação da natureza. 

A implementação da tecnologia sustentável no dia a dia traz benefícios tanto para as empresas quanto para os consumidores. Vamos ver, agora, alguns desses ganhos:

Economia financeira

Através de um processo produtivo sustentável, a empresa reduz os valores das contas de água e de luz e minimiza o desperdício desses recursos. 

O reaproveitamento e a reciclagem de materiais aumenta a vida útil dos insumos, diminuindo, também, custos relativos a compras de novos equipamentos. 

A utilização da tecnologia ainda otimiza uma série de procedimentos, permitindo que os sistemas sejam automatizados e que arquivos físicos sejam menos usados. 

Preservação do meio ambiente

Para cumprir com o pacto de responsabilidade social, cada empresa deve seguir princípios de desenvolvimento sustentável do negócio, garantindo, também, um ambiente saudável para os funcionários e para os consumidores. 

Com o uso reduzido de papel e de outros materiais que podem ser substituídos pela tecnologia, muitos recursos são preservados. 

Redução da geração de resíduos

No Brasil, existe a Política Nacional de Resíduos Sólidos (Lei nº 12.305/2010), que prevê o recolhimento desses lixos pelos fabricantes, independente de iniciativas públicas.

Em 2020, ela foi reforçada com o decreto nº 10.388, que regulamenta o sistema de logística reversa de produtos eletrônicos e componentes de uso doméstico. 

Entretanto, ainda são poucas as cidades brasileiras que têm estrutura para receber esses centros especializados. O objetivo é que, até 2025, mais de 60% da população tenha acesso a esses locais. 

Como consequência, as tecnologias limpas decorrentes do controle da geração de resíduos irão aumentar a eficiência das operações e diminuir o uso de recursos naturais. 

Diminuição na emissão de carbono e outros gases nocivos

Pequenas ações, como a utilização de menos plástico e papel, contribuem para a redução das emissões de gases poluentes. 

Algumas máquinas voltadas para tecnologia sustentável conseguem recuperar o gás carbônico dispersado e transformá-lo em energia limpa

O armazenamento do carbono, além de evitar o efeito estufa, ainda aumenta o poder lucrativo do mercado, sendo uma nova forma de transformação de produtos em dinheiro. 

Se você gostou desse conteúdo sobre tecnologia sustentável, você também pode se interessar por outros temas relacionados à proteção do meio ambiente. Acesse a aba de sustentabilidade do nosso blog e confira todos os textos disponíveis. 

Trocafone: Melhor para o seu bolso e para o planeta