Você já ouviu falar em BYOD? Parece nome de rapper norte-americano, mas é uma tendência que vai chacoalhar o mercado de smartphones e a forma de lidar com a computação no ambiente de trabalho.

Confira no post de hoje como o BYOD pode impactar a sua vida. Acompanhe:

BYOD dentro das empresas

A velocidade das informações que circulam na web, o crescimento da competitividade e as facilidades do “mundo mobile” são fatores que vêm levando para dentro dos muros das empresas novos paradigmas nos processos internos das organizações, com o objetivo de dar a elas maior eficiência, agilidade, reduzir custos e aumentar a produção.

Um desses fenômenos deu a muitas companhias sensível redução de despesas com infraestrutura de TI e atende por 4 letras: BYOD.

Afinal, o que é o BYOD?

BYOD é a sigla para “Bring Your Own Device” que, em português, é algo como “Traga seu Próprio Dispositivo”. O conceito visa liberar os funcionários a utilizarem seus próprios dispositivos móveis para fins corporativos. Ele parte do pressuposto que a sociedade permanece 24 h conectada à internet e não há como evitar isso (ainda que alguns gestores torçam o nariz para esse fato!), e que é missão de 1ª ordem reduzir gastos para ganhar flexibilidade.

Como o BYOD pode impactar o mercado de smartphones?

O BYOD é excelente para as empresas, mas o monitoramento de smartphones ou tablets dos funcionários rendeu centenas de processos nas cortes norte-americanas e prejuízos milionários às companhias que ainda não sabiam como lidar com essa nova tendência.

Em função dessa limitação de gerenciamento e do risco à segurança dos sistemas das empresas, a maioria das organizações adotam a estratégia de comprar smartphones ou tablets seminovos e distribuí-los para uso profissional, mediante contrato de responsabilidade e monitoramento total das atividades realizadas (como, neste caso, o equipamento pertence à empresa, há a possibilidade de instalar softwares de gerenciamento, firewall, antivírus e outras ferramentas de controle de acesso).

Mercado de dispositivos móveis

Se o fenômeno do “traga a sua própria arma para a guerra” realmente pegar por aqui, a perspectiva será de aumento ainda mais robusto no ritmo de vendas de dispositivos móveis no país. Segundo o IDC Brasil, o país comercializou 54,5 milhões de unidades em 2014, o que representa um aumento de nada menos do que 55%!

Vantagens das plataformas especializadas em compra e venda de smartphones seminovos

A grande diversidade de modelos, marcas e funcionalidades, aliada às mudanças constantes na tecnologia, são alguns fatores que explicam o motivo pelo qual o desenvolvimento de plataformas como a Trocafonetem se tornado uma febre no país.

A diferença fundamental entre uma página comum de classificados e uma plataforma especializada é que todos os aparelhos seminovos comercializados no site passam por uma revisão criteriosa e possuem garantia de 90 dias, algo inédito no comércio desse tipo de produto.

Uma plataforma expert no comércio de aparelhos seminovos de qualidade impecável é o ponto de atração máximo de empresas que estão em busca de inovação e que querem implantar o BYOD em seus negócios, mas sem correr o risco de amargarem indenizações por monitoramento de aparelhos privados.

E você, utiliza seu gadget em seu local de trabalho? Conte-nos sua experiência com o BYOD!