Se você é uma pessoa antenada, com certeza já ouviu falar em minimalismo. A própria palavra já sugere algo como “mínimo”, dando uma ideia de redução. 

É mais ou menos por aí mesmo, mas, no conteúdo de hoje, vamos falar com mais propriedade sobre diversos pontos do minimalismo: o que é, quais são suas vantagens, exemplos e como introduzi-lo no cotidiano. 

O que é minimalismo e quais são suas vantagens  

A expressão “minimalismo” foi criada na segunda metade do século XX, na cidade de Nova York, em referência ao termo Minimal Art”.

A “arte mínima”, ou “arte feita com o mínimo”, era um movimento estético, científico e cultural que passou a fazer parte do cotidiano das expressões artísticas da época. 

Através de ações, esse movimento estimulava a redução de recursos para a construção das peças e das montagens, fossem elas objetos, telas de artes plásticas, músicas ou produções teatrais.

Com o passar das décadas, o minimalismo teve seu significado expandido, podendo ser aplicado em relação ao estilo de vida de cada um. 

Nesse sentido, o minimalismo se baseia na utilização apenas do que é essencial, sem supérfluos ou consumos exagerados. 

  • Mais economia: com a redução do consumo há, também, diminuição dos gastos com a aquisição de novos produtos; 
  • Aumento da criatividade e da capacidade de planejamento: o estilo minimalista exige organização e disciplina. Só assim é possível ser produtivo, sem sobrecarregar o indivíduo
  • Oportunidade de experimentação: um dos pontos do minimalismo é o incentivo a pequenos produtores. Dessa maneira, você pode, ao invés de comprar um alimento industrializado do supermercado, experimentar as verduras de um agricultor local; 
  • Foco na sustentabilidade: ao comprar apenas o essencial, a demanda por novos recursos passa a ser menor. O minimalismo é sustentável por também evitar o descarte de produtos e materiais em boas condições de uso; 

Com práticas minimalistas, há uma melhoria na qualidade de vida, de modo geral. Muitas vezes, não conseguimos escapar da correria do dia a dia. Entretanto, em outras situações, podemos priorizar determinados momentos e pessoas que nos fazem bem. 

O minimalismo não é só sobre a redução de “coisas” , mas, também, sobre a reflexão do que é essencial, em termos de bens, amizades, relacionamentos e ações. 

Formas de adotar o estilo minimalista 

Não existem regras pré estabelecidas sobre como “ser minimalista”. Mas se você se interessou pelo estilo de vida, existem alguns pontos que você pode levar em consideração para iniciar o processo. 

O estilo minimalista pode ser encontrado em diferentes formas, como mostraremos a partir de agora: 

Artes 

O conceito de arte minimalista surgiu com o Minimal Art, como mostramos no início do texto. Desde aquela época, entre 1950 e 1960, o minimalismo na arte é caracterizado pelo uso do mínimo possível de recursos e pela utilização de formas geométricas simples, simétricas, puras e com cores neutras. 

Tatuagem

Cheias de beleza, sofisticação e delicadeza, as tatuagens minimalistas possuem traços finos e delicados, sem preenchimentos ou uso de muitas cores. 

Muitas vezes, a tatuagem minimalista tem um significado afetivo, transmitindo uma mensagem ou um sentimento. 

Vestuário

Muita gente confunde moda minimalista com falta de estilo. Mas é justamente o contrário! Um guarda roupas pensando para o minimalismo é simples em relação às marcas das peças, que não costumam ser de grife. Entretanto, os looks são versáteis e elegantes.

Para que seja mais durável, o vestuário minimalista é composto por materiais de boa qualidade e pelos chamados “itens coringas”, que permitem uma infinidade de combinações possíveis. 

Uma boa dica para quem quer usar roupas minimalistas é investir em calças jeans, saias em tons únicos, suéteres, blusas lisas e calças de alfaiataria.

Em relação às cores, aposte em itens neutros, como branco, bege, preto, marrom e azul marinho. 

Decoração

Nas decorações minimalistas, são utilizadas cores frias e a iluminação mais natural possível. Os materiais mais indicados para esse estilo são o ferro, o vidro e a madeira, dando um tom mais rústico. 

Para deixar o ambiente mais alegre, utilize texturas. Elas podem ser feitas com tintas especiais ou com a própria madeira. Além de harmonizarem a decoração, esses elementos oferecem uma experiência sensorial interessante. 

Tecnologia

O minimalismo na tecnologia pode ser apresentado de diversas maneiras. Uma delas é o chamado “detox digital”, que pode ser feito reduzindo o tempo de navegação na internet ou diminuindo a quantidade de celulares por pessoa.              

O Brasil é um dos cinco países com o maior número de celulares no mundo. Os usuários passam horas na frente do dispositivo. Muitas dessas pessoas utilizam o smartphone para trabalhar, o que dificulta a diminuição do uso. 

Entretanto, algumas outras medidas podem ser tomadas. Um celular minimalista pode ser caracterizado pelo seu design ou pela organização das configurações internas. 

O usuário pode colocar de plano de fundo um wallpaper minimalista, que deixa o telefone mais “clean”. Esse papel de parede minimalista pode ser baixado pela internet ou personalizado pela própria pessoa. 

Quando falamos em tecnologia, devemos pensar nas suas áreas de atuação. Durante a leitura, você chegou a pensar na possibilidade de ter um relógio minimalista?

Não é aquele antigo de bolso nem nada ultrapassado, viu? Um smartwatch, por exemplo, pode ser um excelente relógio minimalista, pois ele concentra funcionalidades de diferentes produtos em uma só peça. 

Os aparelhos minimalistas também podem surgir através da tecnologia sustentável, que é a prioridade da Trocafone. Trabalhamos com seminovos revisados e prontos para serem ressignificados

Como vimos até aqui, o mais importante em relação ao minimalismo é introduzir o desapego nas diversas áreas de vida. Além de se livrar de objetos materiais comprados por consumismo, o objetivo é viver apenas com o necessário. 

Que tal começar a introduzir algumas das ideias que mostramos ao longo do conteúdo? Se você se interessou pelo assunto, você também vai gostar de outros materiais que estão na aba de Sustentabilidade no blog da Trocafone. Vai lá conferir!

Trocafone: Melhor para o seu bolso e para o planeta