Comprar produtos seminovos não é uma prática recente. Afinal, os brechós no varejo físico já existem há anos. Mas a novidade está na chegada deste modelo de negócio no meio digital, ganhando o nome de “recommerce”. 

O recommerce, também conhecido como comércio reverso ou e-commerce de revenda, faz parte da Economia Circular, que tem como objetivo o reaproveitamento de recursos e a redução de impactos ambientais causados pelo descarte de bens de consumo que poderiam ser reaproveitados. 

É uma oportunidade para as marcas empreenderem de forma mais sustentável e incentivarem o consumo consciente. Além de garantirem itens de qualidade a preços mais baixos, os consumidores ainda podem revender produtos que não usam mais.

Ficou curioso para saber os detalhes do funcionamento do recommerce? Continue a leitura e veja os benefícios que essa prática pode trazer para a sua rotina de compras. 

Recommerce de celular: como funciona?

O recommerce é a venda online de produtos usados que foram revisados ou que estão em bom estado de conservação.

Essa estratégia faz com que itens utilizados anteriormente retornem ao varejo para um novo ciclo de venda, permitindo que os clientes possam ter acesso a produtos de alto padrão por um preço mais acessível.  

Além dos valores mais baixos, o recommerce possui a vantagem de ser uma forma de consumo sustentável. Para ilustramos com um caso concreto, vamos pensar no exemplo dos smartphones

Um levantamento feito pela consultoria Newzoo, em 2021, mostrou que, no Brasil, já são mais de 109 milhões de usuários de smartphones. É mais da metade da população do país!   

Imagine a quantidade de aparelhos que teriam que ser confeccionados todos os dias para dar conta dessa demanda! E outra questão, o que seria feito com os celulares em boas condições que não serão mais usados?

Os recommerces foram pensados para permitir um acesso mais democrático à tecnologia, garantindo que a modernização continue acontecendo, mas sem sobrecarregar o meio ambiente. 

Vantagens do recommerce para o consumidor

Quer investir em um novo smartphone, mas não tem o dinheiro necessário para comprar um aparelho novo? O recommerce pode te ajudar de duas maneiras. A primeira delas é através da venda do seu celular para as empresas. 

Nas lojas especializadas, como a Trocafone, você pode vender o seu smartphone. Assim, você garante um dinheirinho a mais para trocar o smartphone e ainda evita o acúmulo de lixo eletrônico

Com o valor da venda em mãos, você pode comprar um celular seminovo, aumentando ainda mais a economia. Alguns bens de consumo, como os eletrônicos, têm valores elevados – sobretudo na América Latina, em que muitos países possuem uma carga de impostos mais elevada, e essa taxa já foi paga pelo primeiro proprietário.

Algumas pessoas ainda têm receio de adquirir produtos seminovos por acharem que são de qualidade inferior. Mas essa afirmação não é, necessariamente, verdadeira. 

Todos os nossos eletrônicos, por exemplo, são homologados e passam por uma curadoria detalhada, feita pela nossa equipe técnica especializada. Depois de analisados, eles são categorizados de acordo com seu estado, dando transparência a todo o processo. Além disso, a Trocafone oferece 3 meses de garantia em qualquer aparelho. 

Como colocar o recommerce em prática?

Os consumidores, cada vez mais, têm buscado opções que fogem da economia linear e investem na economia circular

De acordo com o Relatório de Revenda Anual de 2019 da thredUP, a maior loja de revenda no mercado internacional, 59% dos consumidores em geral esperam que as empresas varejistas trabalhem de forma ética e sustentável, evitando desperdícios em suas produções.

Uma das maneiras mais eficazes de colocar a ideia do recommerce em prática é priorizar lojas especializadas que já têm experiência no mercado, como é o caso da Trocafone

Comprar aparelhos eletrônicos de segunda mão é vantajoso, mas é necessário tomar alguns cuidados para que você não tenha nenhuma dor de cabeça. Comprando de empresas que já são referências, você garante pontos importantes, como:

  • Credibilidade: através do IMEI, as lojas especializadas verificam a procedência dos aparelhos, assegurando que não se tratam de produtos extraviados e roubados;
  • Revisão técnica: com equipe técnica especializada, os recommerces são capazes de revisar os aparelhos, fazendo com que eles sejam comercializados com todas as suas funções operando normalmente;
  • Pagamento seguro: em grupos de redes sociais, as condições de pagamento se limitam ao modelo à vista, sem garantia. Nas lojas, é possível ter acesso a facilidades como cartão de crédito, parcelamento e pagamento por Pix;
  • Troca e garantia: caso o produto adquirido não atenda às suas expectativas ou apresente problemas, você possui respaldo legal;

Percebeu como a economia circular proposta pelos recommerces é vantajosa em diversos aspectos? Se você se interessa por assuntos do mesmo tema, acesse a aba de Sustentabilidade do nosso blog e confira outros conteúdos interessantes.

Trocafone: Melhor para o seu bolso e para o planeta

Crack Software